14 de março de 2007

Uma massagem maliciosa

Bem fresquinha !


Segunda-feira, 05/02

Acordamos tranqüilamente e fomos tomar nosso café da manhã, conversamos um pouco sobre a nossa noite anterior e demos boas risadas. Comentei a Enrique que gostaria que me fizessem uma massagem. Ele concordou assim que liguei para uma clínica de estética para marcar uma massagem reaxante. Estava mesmo precisando!
Com tanto calor, coloquei uma roupa fresquinha e como de costume, sem calcinha. Pegamos um táxi e fomos para a clínica. Chegamos e esperamos um pouco, em seguida a fisioterapeuta me chamou para a sessão de massagem, perguntei se meu marido poderia nos acompanhar e ela disse que não haveria problemas. Entramos em uma sala fresquinha e ela pediu para que eu me despisse. Tirei o pouco de roupa que tinha e quando ela viu que eu estava sem calcinha ficou um pouco sem graça. Passado alguns segundos ela pediu para que eu me deitasse na cama de massage. Enrique que estava sentado em uma cadeira ao meu lado me olhou com um sorriso maroto.
Ela começou massageando meus pés, em seguida foi subindo e massageando suavemente as minhas pernas. Suas mãos suaves pararam sobre minha virília e um momento dado sentí que seus dedos roçavam de maneira delicada os lábios de minha vagina. Pensei em seguida que eu devia estar tendo alucinações ou que talvez ela tivesse feito sem querer. Afinal meu marido estava a menos de meio metro observando cada movimento de suas mãos. Meus pensamentos me condenavam, mas o fato é que suas mãos continuavam massageando minha virilha e roçavam ligeiramente minha bucetinha. Enrique percebendo se levantou para observar mais atentamente, com certeza ele devia estar pensando o mesmo que eu. Quando meu amor se levantou ela deixou de massagear próximo da minha virillha e continuou sua massagem em meu ventre. Enrique continuou de pé, e conhecendo meu homem sabia que ele estava gostando.
Ela continuou massageando meu ventre e como se mais uma vez se esquecesse da presença do meu marido desceu suas mãos em direção a minha virilha. Olhei para Enrique que seguia em pé ao meu lado e fechei meus olhos por alguns segundos. Imaginei a cena um pouco mais erótica de nós 3 juntos nesta mesma sala. Se o toque de suas mãos eram tão suaves, eu não ousava imaginar o toque de seus lábios em minha bucetinha ! Humm, esses pensamentos me fizeram ficar molhadinha! Como ela ainda roçava seus dedos em minha bucetinha, confesso que fiquei envergonhada só de imaginar que ela pudesse perceber o meu estado. Finalmente suas mãos subiram e desta vez para massagear meus seios, meu colo e meu pescoço. Uma massagem doce e delicada. Depois de alguns minutos ela pediu para que eu me deitasse de bruços. Em seguida sentí seus dedos deslizarem pelas minhas costas... Depois de quase 1 hora dessa massagem relaxante e sensual eu comecei a me vestir e pensando se tudo não havia sido um delírio de minha cabeça, se eu precisava dormir um pouco mais. Entretanto, ao olhar para o meu homem ví que ele também estava tão surpreso e excitado quanto eu. Saimos da clínica e a primeira coisa que ele disse foi : “ Eu tenho certeza que essa garota queria te comer ! Eu gostaria de voltar a ver você ser massageada por ela !
Realmente ele também havia visto o que eu por minha parte havia sentido. Ele disse que quando se deu conta que ela roçava os dedos na minha vagina se levantou para observar mais atentamente, e alguns minutos depois começou a sentir seu pênis endurecer. Lhe confessei que cheguei a pensar algumas coisas bem safadinhas de nós 3 e que isso me deixou toda molhadinha. Ao escutar isso ele ficou ainda mais excitado e insistiu que eu marcássemos uma outra sessão de massagem com ela. Entretanto, que na próxima vez eu abrisse um pouco mais minhas pernas...rs
Chegamos no flat e fizemos um amorzinho bem gostoso pensando no que havia acontecido !

Beijos molhadinhos e até


Os detalhes do nosso dia está em nosso
Diário Íntimo Privado


Minha página web : http://www.elisa-exibe.com/


Você quer falar comigo ?
Deixe sua mensagem aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário